Condecorada Eu??...

segunda-feira, 12 de novembro de 2018



Pergunto-me a que propósito? Por que feitos valorosos? Apetece-me ironizar.
Estas interrogações surgem  pelo facto de ter lido na “net” a notícia (já há algum tempo, que ela aí circula como parte do meu “curriculum vitae”) inventada e acrescentada por outrem que não eu, de que eu fora condecorada.
Se há coisa que me provoca indignação é o enfeitar-se com penas de pavão, como sói dizer-se e no caso, de “latão”. Não, isso não constitui o meu género e nem faz o meu timbre.
Nunca fui condecorada. Que fique bem esclarecido!
Independentemente de ser avessa a certas e determinadas condecorações - mas isto é um problema meu - nada tenho e nem devo ter contra que outros o possam ou o devam ser.  Pelo contrário, algumas medalhas e diplomas são muito bem atribuídas.
Mas isto não é para aqui chamado a intrometer-se no que venho. E eu venho protestar contra a falsa notícia que circula na rede social de que eu fora condecorada.
 Na verdade fui contactada para esse efeito. Sim, fui. Há já mais de uma década. Precisando, nos inícios de 2000... Mas agradeci e recusei polidamente.
Aliás, creio eu, que os medalhados ou os condecorados de facto, ao longo do tempo, estão todos devidamente registados no “Boletim Oficial” do País. É fácil consultar. E o meu nome, felizmente, neles não consta.
 É bom repescar (rebuscar, lembrar) que as condecorações civis (dirigidas ao cidadão, ou a não militante do PAICV) só se verificaram aqui nas ilhas após a abertura democrática de 1990. Foi o Presidente da República Mascarenhas Monteiro, quem deu início à instituição de Ordens para o reconhecimento público do mérito de alguns cidadãos (a sociedade civil em democracia tem lugar.)  O que, na altura, foi uma novidade recebida com agrado. De facto, muito boa gente e merecidamente, recebeu esse reconhecimento de Cabo Verde.

Daí que muito agradecia ao autor da “brincadeira de muito mau gosto,” que retirasse ou emendasse tal falsa notícia.
E para que conste, as grandes condecorações que recebi e venho recebendo, têm sido as homenagens feitas por meus antigos alunos. E elas têm sido muitas, maravilhosas, gratificantes e tocantes!




0 comentários:

Enviar um comentário